A cantora e compositora micaelense Sara Cruz apresentou, ontem, o seu segundo EP no Lava Jazz, cuja lotação atingiu o limite.

O novo trabalho da jovem “é muito cru, muito orgânico”, tendo a cantora optado por “fugir à mecanização” ao gravar, simultaneamente, a voz e a guitarra para conferir naturalidade aos temas.

“Optei por recorrer ao live recording, por takes, eu e a guitarra. Não gravei por pistas ou com metrónomo para não perder o meu balanço natural e a dinâmica guitarra/voz. Voltei às raízes”, adiantou a compositora.

‘Above Our Heads’ assim se intitula o single do EP que, segundo a jovem, tem como inspiração a “sensação de que há algo muito maior e mais forte do que todos nós. Conseguimos aceder a essa sensação de várias formas, cada um com a sua própria experiência”.

São as experiências pessoais de Sara Cruz que funcionam como inspiração para compor temas. “Não há uma temática propriamente dita, mas, sim, experiências diárias que opto por explorar e adaptar à música”.

O novo single já se encontra disponível, sendo que os restantes temas, numa mistura entre os estilos singer-songwriter, pop e indie-folk, ficarão disponíveis nos próximos meses.

“Este é o culminar do trabalho que tive em Lisboa no início deste ano, durante cerca de quatro meses e meio. Tento não criar expectativas, mas espero que as pessoas gostem. A casa está composta e repleta de família e amigos [risos]”, afirmou Sara Cruz à MegaJovem.