Créditos de imagem: Miguel Feleja.

Tem 26 anos e é apaixonada por maquilhagem desde a adolescência. Rita Caetano é uma blogger açoriana, cujo trabalho tem vindo a adquirir cada vez mais seguidores.

Natural de São Miguel, a jovem frequentou, em 2013, o curso de cabeleireiro, área que a desiludiu. “Não era o que eu esperava… Era muito complicado cá na ilha devido à elevada concorrência. Ganhava mal e fui desmotivando aos poucos. Estive em dois cabeleireiros, onde a experiência não foi a melhor”, explicou. Simultaneamente, Rita integrou uma formação de maquilhagem em Lisboa, na Makeup Forever School. “Foi um curso de sete aulas, onde conheci um formador maravilhoso. A experiência foi muito boa! [risos]”, salientou.

Não obstante reconhecer a qualidade da formação, a jovem garantiu que o seu trabalho atual a nível de maquilhagem é o resultado de um elevado empenho pessoal. “O que faço hoje, para ser sincera, não se deve ao curso. Ele deu-me teoria, mas o trabalho que faço é diferente do da altura. A experiência que tenho deve-se a uma prática constante”, adiantou.

Foi em 2015, aquando da criação de uma página profissional no Facebook e do blog, que Rita Caetano descobriu que gostaria de se dedicar à maquilhagem a tempo inteiro. “Fiz a página e as pessoas começaram a dar-me um feedback muito positivo. A partir daí, decidi que era mesmo isto que queria fazer”, relembrou. Desde então, a evolução da sua técnica tem sido “estrondosa” graças à reação dos seguidores, ao empenho e ao “fugir da zona de conforto”. São cerca de 7400 as pessoas que, de momento, seguem o trabalho da jovem através da sua rede social.

A pedido dos seus seguidores, a jovem acabou por incorporar no seu canal do Youtube vídeos de maquilhagem, plataforma que lhe permitiu ensinar a criação looks passo a passo. Apesar de tudo, Rita não se considera youtuber, sendo que lhe é mais fácil estar ativa no blog e no Instagram. “É muito complicado gravar um vídeo para o Youtube pois, por vezes, a luz não é a melhor. O espaço em si, que é o meu quarto, também não é o melhor e o foco da máquina é um pouco complicado”, declarou.

Mac Cosmetics, Inglot, Sephora e Morphe são algumas das suas marcas de eleição, cuja escolha assenta, sobretudo, na durabilidade e na forma como se comporta na pele. “Não gosto de um efeito artificial, não gosto que se note o produto. Gosto de uma base que misture bem com a pele”, explicitou. A jovem confessou que a ilha acaba por condicionar um pouco a escolha de produtos de maquilhagem, razão pela qual adquire a maior parte dos mesmos em viagens a Lisboa ou ao Porto.

A inspiração para maquilhar advém, essencialmente, de uma academia em Inglaterra conhecida como P.Louise Makeup. “Quando conheci o trabalho da Louise, comecei a notar melhorias na minha maquilhagem porque comecei a assistir a aulas dela online. Aprendi imensos truques fantásticos e identifico-me muito com o trabalho dela”, afirmou.

Nos dias de hoje, Rita considera que ainda existem tabus no que respeita ao uso da maquilhagem. “Infelizmente, há a ideia de que um homem não se pode maquilhar, especialmente nos Açores… Não pode usar base ou corretor. É ainda visto como algo vergonhoso”, defendeu.

A importância da maquilhagem, na perspetiva de Rita Caetano, resulta da segurança e da confiança que proporciona. “Ela não muda a pessoa, só realça a beleza natural e a Rita com e sem maquilhagem é a mesma Rita”, concluiu.

Facebook: https://www.facebook.com/dashofglow/

Blog: https://dashofglow-ritacaetano.blogspot.com/

Youtube: https://www.youtube.com/c/RitaCaetanoMakeup

Instagram: https://www.instagram.com/rita.mua/?hl=pt