A Juventude Popular Açores (JP/A) lamenta “o desnorte total” do Governo Regional no que respeita à política de transportes e acessibilidades,

Em causa estão os constantes constrangimentos verificados no transporte aéreo inter-ilhas, no transporte de carga aérea e no transporte marítimo de mercadorias e de passageiros.

Na ótica da JP/A, o desenvolvimento da Região só será efetivado mediante a existência de um modelo de transporte aéreo e marítimo eficaz.

“Apesar dos nossos empresários desenvolverem a sua atividade e adaptarem-se aos novos desafios da economia regional, o caos total que se verifica nas ligações aéreas, com falta de lugares nos voos e cancelamentos, e nas ligações marítimas, com a redução do número de viagens, prejudica seriamente a criação de riqueza e o desenvolvimento do mercado interno de cada ilha”, adianta a JP/A.

Os anseios dos açorianos, de acordo com JP/A, não são atendidos pelo que o Governo Regional “apenas sobrevive ao dia-a-dia”.