A Juventude Comunista Portuguesa (JCP) do Faial marcou presença no Conselho Municipal para Juventude, Ciência e Conhecimento, onde apontou diversas preocupações e anseios dos jovens da ilha do Faial.

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal da Horta apresentou o Plano e Orçamento para o ano de 2019, com as respetivas iniciativas para a Juventude, Ciência e Conhecimento.

Como preocupações JCP destacou a falta de formação junto dos jovens nos trabalhos de caráter sazonal ou temporário, sobretudo no setor do turismo, e o elevado trabalho precário.

A JCP defende que a Câmara Municipal deveria ser a primeira entidade a combater o trabalho precário jovem através da contratação sem termo para proporcionar a estabilidade que os estágios não conseguem.

A escassez de apoio ao arrendamento e a necessidade da recuperação e remodelação do cartão azul com descontos em diversas atividades e locais, de caráter cultural, desportivo e social foram outros aspetos destacados.

“A juventude nos Açores poderá contar com JCP/Faial nas futuras batalhas contra a alienação dos jovens na política regional e pela melhoria da qualidade de vida. Tais objetivos só serão concretizados com a luta organizada dos jovens e como uma alternativa política patriótica e de esquerda”, defende a JCP do Faia.