All posts in Noticias Técnologia

Web Summit 2018 com empresa açoriana

O maior evento de tecnologia e empreendedorismo, a Web Summit, contará com a presença da Lavaimagem na próxima edição que decorrerá de cinco a oito de novembro.

A empresa picarota foi uma das 147 start-ups portuguesas selecionadas para o programa Alpha, tendo sido convidada a apresentar a sua mais recente criação desenvolvida pela equipa de ‘I&D’.

Criada sob intuito de melhorar o trabalho processual nas grandes empresas de diversos ramos de negócio, a plataforma reduz o desperdício de tempo e aumenta a produtividade, capitalizando os ganhos. Trata-se de um produto único no mundo e que promete “fazer equipas felizes”.

A empresa marcará presença na maior conferência global de tecnologia com uma banca para exposição, visando conquistar novos mercados através de encontros com mentores e apresentações a potenciais investidores.

Com 15 anos de existência e uma carteira internacional de clientes, a Lavaimagem, com escritórios na ilha do Pico e São Miguel, é uma agência criativa que oferece diversos serviços numa junção da criatividade com a engenharia, o design e o marketing.

Playnesti 2018 com balanço positivo

A sétima edição do Playnesti, maior festival tecnológico açoriano, decorreu no mês de abril e com aderência superior às edições anteriores.

De acordo com Paulo Rodrigues, vice-presidente, do Núcleo de Informática de Estudantes da Universidade dos Açores (NESTI), a aderência foi positiva, registando-se uma ligeira subida em relação à edição anterior.

“O Rocket League duplicou em termos de participantes, registando-se uma adesão de 16 equipas, numa diferença de 8 equipas em relação à edição de 2017. O Dirt Rally atingiu as 20 equipas em comparação com as 12 do ano anterior. Também o Counter-Strike, este ano, contou com mais duas equipas” – garantiu o vice-presidente do NESTI à MegaJovem.

O momento alto do festival foi a Lan Party marcada pelos torneios de jogos. André Ferreira ficou em primeiro lugar no Dirt Rally, adquirindo um voucher no valor de 125 euros. Em segundo lugar destacou-se o jovem João Pedro Silva com um prémio de 75 euros, enquanto o terceiro lugar foi atribuído a Frederico Carreiro que recebeu 50 euros.

No League of Legends a equipa vencedora, composta por cinco membros, recebeu um voucher de 1000 euros. Álvaro Medeiros, Paulo Sousa, Pedro Pereira, Hugo Silva e Nuno Botelho foram os grandes vencedores. “É sempre divertido, competitivo e conhecemos muita gente que adora fazer o que nós fazemos (jogar). Também a organização trabalha para que corra na normalidade e isto dá aos participantes um alívio, sendo que a única coisa que se tem mesmo que fazer é jogar” – salientou Álvaro Medeiros, responsável pela equipa.

O segundo momento do Playnesti foi dedicado a seminários tecnológicos, onde o Marketing Digital superou as expectativas. “Houve pessoas que assistiram em pé e o anfiteatro ficou completamente cheio e não me recordo de tal ter acontecido em edições anteriores” – adiantou o vice-presidente do NESTI.

Rodrigo Freitas, presidente do NESTI, concluiu que é notável o crescimento do evento ano após ano e que a edição de 2018 teve um resultado positivo, sem prejuízos a nível financeiro.

 

 

Maior festival tecnológico da ilha decorre já no próximo mês

Créditos de imagem: Miguel Feleja.

De um pequeno convívio de uma sala da universidade, o Playnesti tornou-se no maior festival tecnológico da ilha, cuja sétima edição decorrerá já no próximo mês.

O momento alto do festival é a Lan Party, isto é, os torneios de jogos que na sétima edição serão alargados a mais um dia, contrariamente às edições anteriores. Com uma duração de quatro dias, os torneios de jogos terão início a 5 de abril, quinta-feira, pelas 19h, terminando no domingo, dia 8 de abril.

Cada torneio integra uma fase grupos e uma fase de eliminatórias. Nesta última, irá ser encontrado o vencedor do respectivo torneio. A organização admite que cada equipa possua dois suplentes, os quais têm direito a entrada gratuita.

“É um evento onde os jovens podem encontrar-se e conviver numa área onde têm imenso gosto. Para além disso, podemos encontrar os melhores seminários tecnológicos da Região” – garantiu Rodrigo Freitas, presidente do Núcleo de Informática de Estudantes da Universidade dos Açores (NESTI).

A escolha dos jogos tem por base um inquérito submetido à comunidade, sendo o Counter-Strike: Global Offensive e o League of Legends os jogos “pilares” do evento. Em adição surpresa surge o jogo Overwatch, ao qual se juntam o FIFA 18, o Dirt Rally e o Rocket League.

Paulo Rodrigues, vice-presidente do NESTI

 

Nos dois jogos principais atribuem-se prémios até ao quarto lugar, enquanto os prémios dos restantes jogos abrangem os três primeiros vencedores. Nesta edição, apenas se aceita uma tolerância de dez minutos, cujo incumprimento origina a perda do jogo. Os vencedores de cada torneio irão receber vouchers das parcerias, em especial, a InforPereira. No total serão distribuídos 5220 mil euros em voucher pelos vencedores.

As inscrições poderão ser efetuadas a partir das 20h de hoje, em  www.playnesti.uac.pt sob um custo de seis euros. A par disso, os participantes deverão utilizar o seu computador e periféricos, sendo possível assistir gratuitamente. É, ainda, possível reservar lugar e levar o computador sem participar na competição, mediante o pagamento de três euros. Os participantes que sejam menores deverão apresentar uma autorização do encarregado de educação. À exceção dos jogos League of Legends e Counter-Strike, haverá compatibilidade de horários nos restantes jogos.

O segundo momento do Playnesti, que decorrerá de 10 a 12 de abril, incidirá em 9 a 12 seminários tecnológicos, estando previstas colaborações de 3 a 4 empresas. Os Esports, o marketing digital, as moedas eletrónicas, a gestão de projetos com recurso à informática são algumas das diversas temáticas que serão abordadas nos seminários tecnológicos.

“A primeira edição começou com num pequeno espaço, por isso é notória uma evolução e um aumento da aderência. Passamos de uma sala para o Pavilhão do Mar e o objetivo é continuar a aumentar o número de jogadores no evento” – concluiu Paulo Rodrigues, vice-presidente do NESTI.

×