All posts in Noticias Sociedade

Escolas de Ponta Delgada com programa ‘Ciência Divertida’

Ao longo deste ano letivo, o programa ‘Ciência Divertida’ será aplicado a todos os alunos do terceiro e quarto ano das escolas de Ponta Delgada.

A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Ponta Delgada e pelo Colégio do Castanheiro/Tetrapi, tem por intuito levar as crianças a estabelecer contacto com ensinamentos científicos, ao nível experimental.

Assim, uma vez por semana serão montados, nas salas de aula, pequenos laboratórios que irão explorar as diversas temáticas do estudo do meio, como o corpo humano, a higiene, o ambiente que nos rodeia, a sustentabilidade e as plantas.

José Manuel Bolieiro, presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, participou numa sessão, na EBI de São José, tendo enfatizado a importância do programa, enquanto complemento pedagógico essencial para a aproximação das crianças à ciência.

O autarca demonstrou-se satisfeito com a recetividade das escolas e dos alunos ao programa, além de que destacou o trabalho desenvolvido pelo Colégio do Castanheiro e o Tetrapi neste âmbito.

 

Terry Costa quer ser um dos convidados a ir à Lua

Terry Costa, diretor artístico da MiratecArts, está a desenvolver uma campanha para atrair o bilionário Yusaku Maezawa.

“O meu objetivo é convencer Maezawa a convidar-me para a sua viagem #dearmon e não só escolher celebridades”, salientou Terry Costa.

Yusaku Maezawa é um dos homens mais ricos do Japão que, em 2016, ficou famoso pela aquisição de uma pintura sem título do pintor Jean-Michael Basquiat por 57,3 milhões de dólares. Um ano mais tarde, investiu 110,5 milhões de dólares noutra peça de Basquiat.

Em outono de 2018, o bilionário comprou todos os lugares do novo foguetão da SpaceX, sob interesse de convidar artistas viajarem para a Lua e de, consequentemente, os levar a desenvolver novas linguagens de arte.

Neste contexto Terry Costa explicou que a sua proposta “inclui trabalhar com todos os artistas que Maezawa convida para irem com ele nesta viagem e desenvolver um tipo de performance que ainda não é imaginável”.

“Quando voltarmos à Terra”, adiantou o diretor artístico da MiratecArts, o plano será “convidar estes artistas, assim como centenas de outros, a juntarem-se numa ilha no meio do Oceano Atlântico para criar o show mais espetacular do mundo”.

A campanha de Terry Costa já conseguiu uma visita de apresentação no Kyoto Art Center, no Japão, agendada para fevereiro de 2019. De Maezawa, o diretor artístico da MiratecArts espera ouvir algo em breve pois sabe que “levará uns anos de treino de preparação para esta viagem que está a ser planeada para 2023”.

Governo Regional divulga programa de voluntariado jovem

Berto Messias, secretário regional adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, reuniu com a União Regional das Instituições Particulares de Solidariedade Social dos Açores (URIPSSA), numa lógica de promoção do programa de voluntariado ‘Tu Fazes a Diferença’.

O encontro, que integrou a presença do diretor regional da Juventude, Lúcio Rodrigues, teve por objetivo divulgar a plataforma de voluntariado jovem junto de uma organização que “representa um número significativo de instituições que podem acolher projetos de voluntariado e jovens voluntários”.

“Críamos uma plataforma digital, onde as instituições que pretendem desenvolver projetos com jovens voluntários e os jovens que pretendem participar nestes projetos se inscrevem e, mediante o cumprimento de um conjunto de pressupostos e do acompanhamento e monitorização da direção regional da Juventude, são desenvolvidos projetos com jovens voluntários”, salientou Berto Messias.

O secretário regional adiantou que também foi implementado um subprograma em que são apoiados intercâmbios de jovens voluntários entre as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, num reforço dos laços e da proximidade entre os arquipélagos.

“Não temos dúvidas que a participação cívica é um dos mais relevantes pilares do nosso desenvolvimento e quando essa participação é protagonizada pelas novas gerações, essa relevância é reforçada, por isso reitero o apelo a que as instituições e os jovens interessados visitem esta plataforma, se inscrevam e se predisponham a desenvolver projetos de voluntariado”, concluiu Berto Messias.

Câmara da Horta destaca papel da APADIF

O presidente da Câmara Municipal da Horta enalteceu o papel que a Associação de Pais e Amigos de Deficientes da Ilha do Faial (APADIF) tem desempenhado no concelho da Horta.

Na ótica do autarca José Leonardo Silva, o trabalho desenvolvido pela APADIF, ao longo de 25 anos, é meritório. “A APADIF criou oportunidades aos seus utentes. Foi pioneira em integrar as pessoas com deficiência, por isso temos obrigação de valorizar quem torna a nossa sociedade mais inclusiva”, frisou o presidente.

O edil falava no ATL Arco-Íris, instalado na antiga Escola da Volta, onde a Câmara Municipal da Horta acaba de concluir a construção de um alpendre para apoio às atividades daquela valência que alberga cerca de quatro dezenas de crianças.

No âmbito da visita à conclusão das obras, decorreu uma atividade física dirigida aos utentes dos AL’s Esperança e Arco-Íris da APADIF, uma iniciativa que a Câmara Municipal estende, regularmente, a todos os ATL’s do concelho.

“O nosso objetivo é incutir nos mais novos hábitos de vida saudável e incentivar o exercício físico para combater o sedentarismo e o surgimento de doenças como a obesidade infantil, entre outras”, concluiu José Leonardo Silva.

Abertas inscrições para o Labjovem

Até ao dia 30 de novembro encontram-se abertas as inscrições para a sexta edição do concurso Labjovem.

A iniciativa tem por objetivo sensibilizar para a temática da ‘Eficiência Energética’ e para uma preocupação ambiental e social, destinando-se a jovens naturais ou residentes nos Açores, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos.

Os candidatos deverão estar enquadrados no 3.º ciclo do Ensino Básico ou no Ensino Secundário e Profissional.

Os trabalhos devem aliar-se ao tema acima mencionado, devendo ser apresentados em formato digital, nas áreas de desenho, vídeo e fotografia. O concorrente deverá assegurar a originalidade e autoria do desenho e submeter apenas um trabalho a concurso.

A candidatura será feita em nome do jovem, sendo a inscrição efetuada por via do preenchimento de ficha de inscrição disponível em www.labjovem.pt. O trabalho e a respetiva ficha de inscrição preenchida deverão ser enviados para o endereço eletrónico info@labjovem.pt.

De referir que na área de desenho, o projeto deverá ser digitalizado e entregue em formato PDF, PNG ou JPEG, e a resolução deverá garantir uma boa qualidade de exibição.

No que respeita à fotografia, os trabalhos serão entregues em formato digital TIFF, PNG ou JPEG, enquanto na área de vídeo os formatos assentam em AVI, MPEG, MOV, MP4 ou WMV, numa duração máxima de cinco minutos.

Aos alunos do primeiro escalão, isto é, do terceiro ciclo do Ensino Básico, que vencerem o concurso serão entregues vales monetários em material escolar. Assim sendo, o primeiro prémio assenta num vale de 125 euros em material escolar, o segundo em 75 euros e o terceiro em 50 euros.

Para o segundo escalão, que engloba alunos do Ensino Secundário e Profissional, os prémios atribuídos apresentam o mesmo valor.

O Labjovem – Prémio Escolas constitui-se como uma iniciativa do secretário regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, por via da direção regional da Juventude, com o apoio da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, através da direção regional da Energia. A iniciativa é organizada pela Associação Cultural Burra de Milho.

Câmara da Horta organiza jornadas de empreendedorismo para os mais novos

A Câmara Municipal da Horta promoveu, pela primeira vez nos Açores, as Jornadas de Empreendedorismo dedicadas aos jovens.

Na abertura da palestra motivacional, que teve lugar na Escola Secundária Manuel de Arriaga, José Leonardo Silva, presidente da Câmara Municipal da Horta, salientou que as jornadas visam motivar os jovens numa altura em que a sociedade está em mudança.

O autarca alertou para a necessidade de “termos engenho” na procura de alternativas de futuro, visto que “o Estado não tem capacidade para dar resposta às necessidades de emprego que existem”.

O segundo dia das IV das Jornadas de Juventude Empreendedora contou com um workshop de escrita humorística por Hélder Medeiros, conhecido por ‘Helfimed’.

“Esta minha aventura começou em 2006. O primeiro filme que fiz foi uma dobragem da Guerra das Estrelas e tornou-se viral. Daí para a frente foi sempre a crescer. Para proliferar na internet é preciso usar do bom senso”, frisou Hélder Medeiros, youtuber com 74 mil seguidores.

Dirigindo-se aos jovens, Hélder Medeiros adiantou que o sonho de qualquer pessoa é tornar o seu passatempo na sua profissão, algo que requer trabalho. “Costumo dizer que o meu caso é um caso de sucesso instantâneo que demorou só 15 anos a acontecer… mais do que ser empreendedor, é preciso dedicação e trabalho para que as coisas deem certo”, afirmou.

Marine Antunes, autora do livro ‘Cancro com Humor’, e Tiago Castro, conhecido como ‘crómio’ dos Morangos com Açúcar, foram os autores da palestra motivacional ‘Se podes sonhar, podes concretizar’.

Resiliência, coragem, autoestima, bullying e preconceito foram os temas abordados, sob intuito de criar empatia com os jovens e inspirá-los a tomarem as suas decisões.

No segundo dia das jornadas, na Escola Profissional da Horta, Viviana Val e Joana Cardoso falaram das suas experiências nas áreas do artesanato e da gastronomia.

“Quis sobretudo mostrar a estes jovens que é possível, ainda que nem tudo seja um mar de rosas, trabalhar naquilo que se gosta para acordar e deitar todos os dias feliz. Faço aquilo que gosto, vou trabalhar com boa disposição e isso para mim, mais do que a questão financeira, é o mais importante”, admitiu a artesã Viviana Val.

Por seu turno, Joana Cardoso, dona do ‘Ah Boca Santa’, confessou que sempre adorou cozinhar e, contra todas as adversidades, deixou o seu trabalho fixo e dedicou-se à cozinha.

“Realizei o meu sonho de criança. Não foi fácil pôr de pé este projeto, mas se fosse fácil não era tão emocionante. A recetividade das pessoas tem sido muito boa e isso dá-nos força para continuar”, disse.

O autor da palestra ‘Volta aos Açores Contra as Dependências’, João Filipe Silva, partilhou a sua experiência em relação à adição. “Vivi na primeira pessoa a adição de substâncias ilícitas e lícitas. É uma doença grave, crónica e mortal em muitos casos, mas temos que a tratar e que a tentar contrariar”, concluiu.

A 4.ª edição das Jornadas de Juventude Empreendedora foi organizada pela Câmara Municipal da Horta, em parceria com a AJIFA e com a direção regional da Juventude.

“Há que cultivar uma cultura de exigência, de conhecimento e de sucesso”

A vereadora Maria José Lemos, da Câmara Municipal de Ponta Delgada, elogiou os alunos que receberam o prémio de mérito escolar da EBI da Vila das Capelas.

Em representação do presidente José Manuel Bolieiro, a vereadora participou na cerimónia de entrega dos referidos prémios.

“Vocês serão referências de excelência e exemplos a seguir. A vossa responsabilidade é enorme. Não descurem. Mantenham a vossa dedicação. Sejam persistentes e resilientes”, apelou a vereadora responsável pela área da educação do município.

Maria José Lemos salientou, ainda, que as crianças e os jovens são o futuro, motivo pelo qual “há que cultivar uma cultura de exigência, de conhecimento e de sucesso” que passa “pelo reconhecimento do mérito do seu estudo, da sua postura enquanto alunos”.

Neste sentido, a vereadora lembrou que, desde de 2015, a Câmara Municipal de Ponta Delgada juntou à sua competência de qualificação dos edifícios públicos do 1.º Ciclo do Ensino Básico, a necessidade de atribuir diplomas de mérito e prémios monetários aos melhores alunos do 3.º ciclo, do ensino Secundário, Profissional e do ensino artístico.

“Gostaria também de referir que a preocupação do município de Ponta Delgada se estende ao ensino superior com a atribuição de bolsas de estudo para alunos carenciados do concelho, que se tenham distinguido pela sua excelência”, salientou.

A vereadora terminou a sua intervenção com uma mensagem de incentivo à continuação do bom trabalho. “Os nossos estudantes serão as mulheres e os homens que amanhã contribuirão e decidirão sobre o nosso desenvolvimento e patamar de bem-estar social. Saibamos, por isso, dar-lhes as ferramentas, ensinar-lhes a usá-las e premiar os seus esforços”, concluiu.

Câmara da Horta dá voz aos jovens

Pela primeira vez, em 2019, a Câmara Municipal da Horta irá implementar o orçamento participativo jovem escolar.

A medida foi anunciada por José Leonardo Silva, presidente da Câmara Municipal da Horta, na abertura da quarta edição das Jornadas de Juventude Empreendedora, e partiu de uma reflexão efetuada pelos jovens, por via do Conselho Municipal para a Juventude, Ciência e Conhecimento.

Na perspetiva do autarca, o orçamento participativo jovem escolar assume-se como um “mecanismo de participação cidadã que confere aos jovens a possibilidade de apresentar propostas de investimentos que considerem importantes e que possam ter condições de serem executados pela Câmara Municipal”.

A par da medida referida, foi contemplado no Plano e Orçamento para 2019, sob proposta do conselho mencionado, a realização de ações de sensibilização nas áreas do comércio, turismo, ambiente e da sustentabilidade.

Dirigindo-se ao público jovem, José Leonardo Silva, destacou a importância das jornadas para que “vejam, neste encontro, um desafio à vossa capacidade criativa e à capacidade de reflexão sobre o vosso próprio futuro, em termos profissionais”.

Na ocasião também esteve presente Lúcio Rodrigues, diretor regional da Juventude, que salientou a importância da iniciativa ao conferir aos jovens “conhecimento do que está a ser feito na área do empreendedorismo que é tão diversificado como rico”.

Nos dois dias de jornadas foram apresentados diversos projetos empreendedores em áreas como o turismo, a arte, a literatura, o artesanato, a gastronomia e a vida.

Oficina de férias escolares para os mais novos

De 17 a 21 de dezembro, o Museu do Oriente acolherá oficinas de férias escolares que se destinam a crianças entre os sete e os 12 anos.

Na oficina ‘Presentes Aromáticos’, os participantes serão desafiados a confecionar, de diversas formas, bolachas para oferecer a amigos e parentes.

Com base na tradição japonesa do orikata, também se irá proceder à criação de embrulhos e de um cartão com apontamentos de origami.

A oficina terá arranque às 10h00, terminando às 12h30, sob um preço de dez euros, havendo um limite máximo de dez participantes.

Programa ‘Giros’ abrangeu mais de 11 mil jovens

O programa de prevenção ‘Giros’ integrou, até ao mês de outubro, mais de 11 mil jovens, prevendo-se que atinja cerca de 13 mil até ao final do ano.

O anúncio foi feito hoje, na Praia da Vitória, por Rui Luís, secretário regional da Saúde, após uma intervenção do programa dirigida a duas turmas da Escola Profissional da Praia.

“Estes são indicadores que nos deixam muito satisfeitos pela abrangência a que se chegou no espaço apenas de dez meses e em contextos diferenciados, desde o escolar, comunitário, laboral, recreativo e prisional”, destacou o secretário regional.

‘Giros’ assume-se como iniciativa da Secretaria Regional da Saúde, operacionalizada pela Casa do Povo de Santa Bárbara, na ilha Terceira, que visa efetuar ações no âmbito da prevenção de dependências e comportamentos aditivos na Região.

“O programa desenvolve-se através de uma unidade móvel e de uma equipa multidisciplinar que leva a cabo ações de proximidade, que utiliza estratégias preventivas que se dirigem à população em geral e a grupos específicos”, salientou.

Em termos de ações promovidas no eixo recreativo, efetuaram-se no último verão ações em seis ilhas dos Açores, nomeadamente Terceira, São Jorge, Graciosa, Santa Maria e Faial.

Em contexto escolar, o ‘Giros’ tem desenvolvido diversas atividades, por via de ações de sensibilização para os benefícios de estilos de vida saudáveis, alertando para os malefícios das dependências, numa dinâmica sobretudo lúdica.

“Uma das grandes vantagens deste projeto é o facto de poder intervir na mesma pessoa com abordagens diferenciadas e em diferentes contextos, promovendo fatores de proteção variados e transversais ao agregado familiar e à comunidade”, adiantou Rui Luís.

O secretário regional destacou, ainda, o facto desta medida fomentar o espírito crítico, as competências de decisão e os estilos de vida saudáveis.

×
Mega Jovem