All posts in Noticias Sociedade

Atividades para os mais novos em celebração do Halloween

A 27 de outubro, entre as 14h00 e as 17h00, decorrerão diversas atividades lúdicas e pinturas faciais sobre as espécies do mar profundo, no Aquário do Porto Pim, na ilha do Faial.

As atividades, destinadas as crianças entre os dois e os 12 anos, enquadram-se na celebração do Halloween e visam promover a descoberta de espécies do mar profundo.

A taxa de inscrição é de um euro e recomenda-se que os participantes tragam um adereço alusivo ao Halloween.

Médicos alertam crianças para uma coluna saudável

Nas escolas básicas e secundárias em Lisboa e no Porto terão lugar sessões de esclarecimento no âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Coluna que se assinala hoje.

A iniciativa é promovida pela Sociedade Portuguesa de Patologia Vertebral (SPPCV), cujo presidente, Manuel Tavares de Matos defende ser fulcral apostar na prevenção, desde cedo, e incentivar as crianças a evitar esforços em posições viciosas e mochilas demasiado pesadas.

As sessões de esclarecimento visam reforçar a importância da prevenção das dores nas costas e serão ministradas pelos ortopedistas Manuel Tavares de Matos e Jorge Alves, membros da direção da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral.

Este ano, o Dia Mundial da Coluna tem como lema ‘Ama a tua coluna’. A promoção da atividade física, a boa postura, a mobilização responsável de pesos e as condições de trabalho adequadas são fatores importantes para a saúde da coluna vertebral.

A SPPCV foi fundada em 2003 com o objetivo de promoção, estudo, investigação e divulgação das questões inerentes à problemática da prevenção diagnóstico e tratamento das patologias da coluna vertebral.

Oficinas para os mais novos na Biblioteca Pública de Ponta Delgada

A 18 e 19 de outubro, a direção regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, promove duas oficinas para os mais novos, da autoria de Madalena Marques.

‘Leonardo, o Monstro Terrível’ é a oficina plástica e de teatro que se encontra agendada para o dia 18 de outubro, pelas 10h00 e 14h00, em duas sessões dirigidas a grupos do pré-escolar. A 20 de outubro, às 16h00, a sessão destina-se a pais e filhos, entre os três e os sete anos.

A oficina mencionada tem por base a obra homónima de Mo Willems, autor e ilustrador norte-americano.

Por seu turno, a oficina de plástica e de memória intitulada ‘O meu avô’, terá lugar a 19 de outubro, pelas 10h00 e pelas 140h00, para grupos do primeiro ciclo.

Todas as sessões apresentam uma duração de cerca de 90 minutos e podem ser frequentadas por marcação, que deve ser feita através do telefone 296 30 50 40, ou do e-mail  socioeducativo.bparpd@azores.gov.pt.

Madanela Marques concluiu o curso de Artes Performativas na Associação SOU, Movimento e Arte, bem como o Curso Europeu Museum Mediators. Frequentou, ainda, o Mestrado em Educação Artística na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

Propostas vencedoras do Orçamento Participativo dos Açores beneficiam as comunidades

Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo Regional, defendeu que o Orçamento Participativo dos Açores 2018 irá beneficiar “as comunidades em cada uma das ilhas” pela execução das ideias dos cidadãos.

O vice-presidente destacou que estão de parabéns todos os açorianos que apresentaram ideias e os cerca de cinco mil que escolheram os 29 projetos que vão ser executados pelo Governo Regional nas áreas da Juventude (12), Inclusão Social (8), Turismo (6) e Ambiente (3).

Serão executadas duas propostas em Santa Maria, Graciosa, Faial e Corvo, três em São Jorge e Flores, quatro no Pico, cinco na Terceira e seis em São Miguel, num investimento global de 700 mil euros.

Em Santa Maria, as propostas mais votadas foram a ‘Empatia’, de Patrícia Barroco, com uma dotação de 26.400 euros, e ‘Workshop de Jazz – Projeto Música 365’, de Isabel Mesquita, com 6.600 euros.

Em São Miguel, as ideias vencedoras foram ‘Uma cena para todos’, de Rui Resendes, na ordem dos 40 mil euros, ‘TODOS – Projeto de Inclusão Social para Pessoas com Deficiência’, de Filomena Gonçalves, com 13.900 euros e ‘Fantoche não és!’, de Ana Viegas, orçada em 18 mil euros.

Ricardo Afonso apresentou uma proposta no valor de 81.600 euros para a criação de uma residência para acolhimento de doentes deslocados em São Miguel, enquanto a iniciativa de Ana Mécia Santos e Dalila Costa, ‘Recursos Integrativos e Inclusão Social’, dispõe de 40.200 euros. As ‘Oficinas de Cidadania para a Inclusão Social’, de Maria Raposo, apresentam um valor na ordem dos 35 mil euros.

Na ilha Terceira, a proposta ‘Cá nos Encontramos’, apresentada por Ana Homem, tem cinco mil euros para um parque de atividades físicas em Agualva, sendo que ‘Os lagos do linho’ de Márcia Coelho, está orçada em 50 mil euros.

‘Preservação do Património Natural do Pico das Contendas na Vila de São Sebastião’ tem uma dotação de 35 mil euros, sendo que a ‘Residência para acolhimento de doentes deslocados na Terceira’ está orçada em 42 mil euros. Ainda na Terceira, a ‘Arte na Escola’ de João Pedro Costa, conta com 22 mil euros.

‘Quinta Mágica’, com dotação de 24.800 euros, e ‘Oferta formativa Aprende para a vida’, com 6.200 euros, foram as propostas vencedoras na Graciosa.

Em São Jorge, as mais votadas foram ‘Informação turística através de um código QR, em 34.600 euros, ‘Deficiência: direitos e desafios’, de Tânia Azevedo, com 10 mil euros e ‘Music’arte’, na ordem dos 10.200 euros.

No Pico serão realizadas as propostas ‘Audioguias no Museu da Indústria Baleeira e espaços envolventes’, em 30.750 euros, ‘Trilho da Montanha’, de Alexandra Teles, com 25.600 euros, ‘Quebra-cabeças!’, no valor de cinco mil euros, e ‘Keuping up with the Wifi’, com 12.800 euros.

No Faial o destaque foi conferido às propostas ‘Caminho dos Baleeiros’ e ‘Trilhos na Costa dos Cedros’, enquanto nas Flores as iniciativas vencedoras foram ‘Terra Comum/Memórias da Terra’, ‘Promoção turística do Parque Arqueológico Subaquático da Slavonia’ e ‘Jovens Músicos’.

No Corvo serão implementados o ‘Projeto de arquitetura paisagística na Vila do Corvo’ e ‘Vamos pintar a história do Corvo’.

Ideias de açorianos vencedoras nos orçamentos participativos representam 1,3 milhões de investimento

O Governo dos Açores congratulou-se com a adesão das propostas à segunda edição do Orçamento Participativo de Portugal (OPP) que, juntamente com as ideias vencedoras do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores), vão permitir um investimento na ordem dos 1,3 milhões de euros na Região.

O montante, do qual 700 mil são suportados pelo OP Açores, será conferido à execução, no prazo de dois anos, conforme o período de concretização dos projetos, das 32 ideias apresentadas, três das quais vencedoras do OPP.

Proposto por um grupo de 18 cidadãos, o projeto ‘Criação do Centro de Informação, Mediação e Arbitragem da Região dos Açores’ dispõe de uma verba de 300 mil euros e será implementado em todos os municípios da Região.

Com uma dotação de 100 mil euros, nas ilhas Terceira, Graciosa e São Jorge será executada a ‘Filosofia para Crianças e Adolescentes: um instrumento potenciador de inclusão social’, da responsabilidade de Ana Lúcio Ribeiro.

‘Do Povo para o Povo – Centro de Interpretação Francisco de Lacerda’ foi a terceira proposta açoriana vencedora do OPP 2018 e que foi apresentada por Filipa Lacerda, António Manuel e Alexandre Coelho. A proposta, anteriormente, mencionada tem um orçamento de 200 mil euros e será executada nas ilhas Terceira, São Jorge, Pico e Faial.

Um total de 32 projetos de açorianos foram submetidos a votação até ao dia 30 de setembro, nas áreas da Justiça, Educação, Desporto, Juventude e Cultura.

Saúde escolar terá nova metodologia de intervenção integrada

Suzete Frias, diretora regional de Prevenção e Combate às Dependências, anunciou uma nova metodologia de intervenção da saúde nas escolas.

O objetivo prende-se, de acordo com a diretora regional, com “uma intervenção ainda mais abrangente, que garanta equidade de acesso à informação e à educação em saúde”.

A diretora regional falava no final de uma reunião com a Equipa de Saúde Escolar da Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel, os coordenadores da Saúde Escolar das escolas desta ilha e os presidentes dos estabelecimentos de ensino de São Miguel.

Em curso está a reestruturação das equipas de saúde escolar, sob intuito de potenciar os recursos humanos existentes e uniformizar práticas e procedimentos.

A primeira etapa da reestruturação é efetuada nas equipas de saúde escolar de São Miguel que passam a dispor de 11 enfermeiros com horário em dedicação exclusiva para intervenção em contexto escolar.

“É crucial unir as equipas de saúde escolar e a rede de parceiros, motivando-os, conferindo-lhes competências pessoais, relacionais, fomentando o trabalho em equipa”, frisou Suzete Frias.

No encontro foi, ainda, abordado o Manual de Operacionalização da Intervenção em Saúde Escolar, do Programa de Saúde Escolar, que tem em conta as áreas prioritárias e as necessidades diagnosticadas pelo Sistema de Vigilância de Comportamentos de Risco em Jovens.

Este questionário destina-se a alunos do 6.º ao 12.º ano e monitoriza seis categorias de comportamentos de risco relacionados com a saúde nos jovens.

A par disso, a diretora regional salientou que existe outro instrumento de diagnóstico na implementação de programas de prevenção adaptados à realidade territorial, tendo feito referência ao Inquérito de Avaliação e Diagnóstico da Saúde Escolar na Região que o Governo está a desenvolver em parceria com a Universidade dos Açores.

As equipas de saúde escolar dão resposta a todas as escolas do Sistema Educativo Regional, abrangendo 175 escolas de todo o arquipélago.

Entre os cerca de 40 mil alunos abrangidos por esta nova metodologia, 25 mil estudam nas escolas da ilha de São Miguel.

Aquila Medical Innovation eleita startup do ano

A Aquila Medical Innovation foi eleita, pela  Healthcare City, a startup do ano 2018, tendo a entrega do prémio ocorrido na reitoria da Universidade Nova de Lisboa no âmbito da cerimónia do Health Innovation 2018.

A Aquila Medical Innovation constitui-se como uma startup na área das Tecnologias da Informação que visa, sobretudo, ajudar as instituições de saúde a serem mais eficientes, através da combinação entre tecnologia e pessoas.

A startup do ano desenvolveu um algoritmo que permite aos radiologistas interpretar exames imagiológicos com maior fiabilidade.

A atribuição do Healthcare City Award 2018 teve por base critérios como o empenho do empreendedor, o potencial comercial da ideia e a evolução da startup.

Entre as nomeadas também constava a Bashbabu, startup que criou uma almofada calmante para crianças feita de materiais 100% naturais, e a Nudge, que utiliza a economia comportamental ao implementar medidas que influenciam a tomada de decisão dos cidadãos.

A Health Innovation 2018 foi uma uma iniciativa organizada pela Healthcare City em parceria com a Plataforma Estratégica NOVAsaúde da Universidade Nova de Lisboa que teve por objetivo debater os maiores desafios na área da saúde e promover a inovação.

A Healthcare City resulta de uma parceria entre a Nova Medical School, a Janssen, companhia farmacêutica do Grupo Johnson & Johnson, o Grupo Lusíadas Saúde e a Médis, sob intuito comum de estimular empreendedores a desenvolver ideias e a dinamizar a oferta de soluções inovadoras para o setor.

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção afeta desempenho académico

A Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra (UPPC) lançou uma campanha de sensibilização para a Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA) no adulto.

A campanha, que irá decorrer ao longo do presente mês, visa alertar os estudantes do ensino superior para a importância do diagnóstico precoce da doença referida.

A iniciativa engloba o apoio de diversas associações de estudantes de todo o país que, por via das redes sociais e da distribuição de folhetos, irão informar alunos, professores e não docentes para a identificação dos sinais de alerta mais comuns desta condição.

A PHDA consiste numa doença neuropsiquiátrica crónica que se pauta por alterações no funcionamento cerebral e cognitivo que se traduzem na desatenção, agitação motora e impulsividade invulgares para a idade do indivíduo.

Estima-se que cerca de quatro por cento dos adultos sofre desta perturbação, cujos sintomas mais comuns assentam na desorganização, na incapacidade de foco, na inquietação motora, na tomada de decisões precipitadas, na dificuldade em realizar atividades que requeiram calma e na comunicação excessiva.

“Importa trabalhar no sentido de consciencializar as comunidades académicas para a correta identificação de uma doença que, quando não tratada, pode levar ao insucesso escolar, baixa autoestima, isolamento social, propensão para comportamentos de risco (consumo de drogas e álcool, gravidez não planeada, etc.), bem como ao risco de desenvolver outras doenças, como depressão ou transtornos de personalidade”, frisou Joaquim Cerejeira, diretor clínico da UPPC.

A Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra tem por intuito contribuir para o bem-estar da população através da oferta de cuidados de saúde, de atividades de formação e de investigação, na área da Psiquiatria e da saúde mental.

As informações foram reveladas pela Miligrama, empresa especializada em comunicação e educação no setor da saúde.

Pavilhão do Mar com 6ª edição do Festival de Pizzas

De dois a quatro de novembro, as Portas do Mar acolhem a 6ª edição do Festival de Pizzas.

Será no Pavilhão do Mar que terá lugar o evento que contará com pizzas de queijos, mista, chouriço, atum, vegetariana, esparregado, delícias do mar, debulho caseiro com ananás e carne moída com molho de chili.

A sobremesa será pizza de chocolate com ananás e banana e de maçã com canela.

Nos dias dois e três, sexta e sábado, o horário será das 12h15 às 14h30 e das 19h00 às 23h00. No domingo, dia quatro, o horário de almoço mantém-se, sendo o jantar antecipado das 18h00 às 22h00.

O valor do bilhete, que será comprado à entrada, é de 7,50 euros, mas até aos dez anos o custo será de cinco euros, sendo a entrada gratuita para crianças até aos quatro anos. No decorrer da iniciativa haverá um bar disponível.

A organização do Festival de Pizzas é da empresa de eventos Teoria e Ficção.

Médicos ensinam crianças a ter uma coluna saudável

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) irá promover sessões de esclarecimento em escolas básicas e secundárias, em Lisboa e Porto.

As sessões mencionadas inserem-se no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Coluna que se assinala a 16 de outubro.

As iniciativas visam reforçar a importância da prevenção das dores nas costas e serão ministradas pelos ortopedistas Manuel Tavares de Matos e Jorge Alves, membros da direção da SPPCV.

“É fundamental apostar na prevenção, desde cedo, e incentivar as crianças a evitar esforços em posições viciosas, mochilas demasiado pesadas, a escolher uma alimentação adequada e fomentar a prática desportiva”, destacou o ortopedista Manuel Tavares de Matos, presidente da SPPCV.

Este ano, o Dia Mundial da Coluna terá como mote ‘Ama a tua coluna’, sob intuito de de destacar a importância da saúde e bem-estar da coluna vertebral.

Fundada em 2003, a SPPCV tem por objetivo a promoção, o estudo, a investigação e divulgação das questões inerentes à problemática da prevenção, diagnóstico e tratamento das patologias da coluna vertebral.

 

×