A Associação de Profissionais Licenciados em Optometria (APLO) vai promover uma campanha de consciencialização para a saúde visual das crianças em idade escolar.

O objetivo prende-se com a deteção e tratamento precoce da ambliopia e de outros erros refrativos nos mais novos.

“A ambliopia ou olho preguiçoso consiste na diminuição da acuidade visual de um olho ou dos dois olhos não melhorável com óculos ou lentes de contacto, devido a problemas no desenvolvimento da visão, e afeta principalmente as crianças. É um reconhecido problema de saúde pública, sendo a causa mais frequente de perda de visão monocular entre os 20 e os 70 anos de idade”, explica Raúl Sousa, presidente da APLO.

A campanha visa levar optometristas às escolas nacionais para a realização de rastreios visuais às crianças, bem como, para a prestação de cuidados de saúde de visão. Pretende-se, ainda, sensibilizar os professores para os sinais de alerta de ambliopia e outros erros refrativos.

A correção da ambliopia pode implicar o uso de óculos com graduação para correção de erros refrativos, sendo que, nos casos mais graves, pode estar indicada a cirurgia precoce para permitir a estimulação do córtex visual.

A APLO representa os optometristas que se constituem como a maior classe profissional de prestadores de cuidados para a saúde da visão, em Portugal. Atualmente, integra cerca de 1.130 membros.

De salientar que a APLO é membro fundador da Academia Europeia de Optometria e Óptica, membro do Conselho Europeu de Optometria e Óptica e membro do Conselho Mundial de Optometria.