Todos os posts de MegaJovem

Jornal Audiência “tem sido um grande embaixador de Gaia nos Açores”

Rúben Pacheco Correia, jovem escritor e empresário, salientou que o Jornal Audiência, da cidade de Gaia, “tem sido um grande embaixador de Gaia nos Açores e dos Açores em Gaia”.

O jovem falava no âmbito de um almoço, que decorreu ontem, com a sociedade civil e política na cidade de Gaia e que foi organizado pelo Jornal Audiência.

Na ocasião também esteve presente Eduardo Vítor Rodrigues que comemorou o quinto ano na qualidade de presidente da Câmara Municipal de Gaia. Neste sentido, Rúben Correia aproveitou para elogiar o trabalho desenvolvido pelo autarca em prol da cidade.

“Gaia tem dado enormes contributos para a cultura e política no país, tal como os Açores. Aqui sinto-me em casa. Para mim Gaia é uma ilha rodeada de Porto”, frisou o jovem.

Na sua intervenção, Rúben Correia revelou um pouco do seu percurso empresarial e cultural, tendo prometido voltar a Gaia com um novo livro que será lançado em breve.

Inauguração da exposição de pintura ‘Nuvens’ de Carlota Monjardino

A Academia de Juventude e Artes da ilha Terceira, na Praia da Vitória, acolherá a 26 de outubro, pelas 20h00, a inauguração da exposição ‘Nuvens’, de Carlota Monjardino.

A inauguração será enquadrada na abertura do evento Outono Vivo, sendo que a exposição contará com 15 quadros da artista terceirense e estará patente ao público até ao dia 11 de novembro.

De acordo com Carlos Severino, “na pintura de Carlota Monjardino, o tema das nuvens ou, se preferir, do céu dos Açores, com todos os elementos que o caracterizam tem sido uma constante na construção da sua pintura. Naturalmente que não surge um céu por si só, mas faz-se acompanhar de um mar que está em todo o lado”.

Natural de Angra do Heroísmo, Carlota Monjardino licenciou-se em Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Durante seis meses frequentou a Facultad de Bellas Artes de la Universidad Politecnica, em Espanha, no âmbito do projeto Erasmus.

Entre 1996 e 2016, realizou 27 exposições individuais na Terceira, São Miguel, São Jorge, Graciosa, Lisboa, Ponte de Lima, Valência-Espanha e em Tulare- Estados Unidos da América.

Participou em inúmeras exposições coletivas nos Açores, Lisboa, Porto, Gouveia, Espanha, Bermuda, New Bedford, Eisenstadt, Cuenca, Dénia, Bruxelas, Paris, entre outros.

A exposição assume-se como uma iniciativa do Instituto Açoriano de Cultura e do Município da Praia da Vitória através da Cooperativa Praia Cultural.

‘Corpo Body Artfest’, o novo projeto da MiratecArts

De 20 a 22 de junho, na ilha do Pico, decorrerá a primeira edição do novo projeto da MiratecArts intitulado ‘Corpo Body Artfest’, cujo programa será enquadrado no maior festival internacional de Artes nos Açores, o Azores Fringe.

“Desde a pintura facial e corporal à tatuagem e piercings, tudo que os artistas decidirem que faz parte de arte corporal é bem-vindo. A criatividade, a democracia de participação e o apoio ao desenvolvimento através das mais variadas formas de arte é o objetivo que fazemos desta ilha para o mundo”, afirmou Terry Costa, diretor artístico da associação MiratecArts.

‘Nunca é tarde demais para entrar na fantasia’ assume-se como o mote deste novo programa que foi incentivado pela participação do artista Vitor Oliveira no maior festival de pintura corporal, o World Bodypainting Festival que ocorreu na Áustria, no verão.

O júri internacional classificou o trabalho de Vitor Oliveira e deu a Portugal a posição 15 entre mais de 50 países participantes.

Colaborador da MiratecArts desde o seu início, Vitor Oliveira é colaborador da MiratecArts desde o seu início e no Corpo Body Artfest pretende liderar workshops e apresentar um novo trabalho de pintura corporal.

Os artistas interessados em inscreverem-se no Azores Fringe Festival podem fazê-lo através do documento-proposta, disponível no site http://mirateca.com/fringe/default.aspx.

Outros dos programas já anunciados incluem o V Encontro Pedras Negras dedicado à escrita, a acorrer de 24 a 27 de maio, na ilha das Flores, sendo que de sete a dez de junho será realizado o terceiro Encontro & Expedição Fotográfica, na ilha Graciosa.

 

 

Abertas inscrições para o Concurso de Ideias e Planos de Negócio – Arrisca C

Até ao dia quatro de novembro estão abertas as inscrições para o Concurso de Ideias e Planos de Negócio – Arrisca C, iniciativa que se destina a jovens do ensino secundário e técnico-profissional.

O concurso, cuja primeira edição remonta a 2008 tem por base a apresentação das melhores ideias de negócio, sendo que este ano assinala a sua décima edição. As inscrições devem ser efetuadas em: http://www.uc.pt/gats/eventos_e_iniciativas/a_decorrer/arrisca_c.

Mais de 150 mil euros serão disponibilizados para os projetos mais inovadores do concurso que está dividido em duas categorias que visam premiar as melhores ideias de negócio ainda em fase de conceção e os melhores planos de negócio.

O Prémio Ensino Secundário do concurso mencionado tem vindo a distinguir os projetos mais inovadores em áreas como o design de produto e engenharia, segurança, saúde, alimentação e ecologia.

Na última edição destacou-se o projeto Eucalygrape Leather na qualidade de vencedor, em 2017, assente na produção de um couro antialergénico a partir de subprodutos vegetais, como o bagaço de uva e extratos de eucalipto, permitindo substituir a utilização de químicos nocivos à saúde humana.

Em 2016 foram duas as iniciativas vencedoras, designadamente ‘Urgências SOS’, que propôs a colocação de um dispositivo de alerta, chip, no pulso dos utentes das urgências, possibilitando uma triagem mais rigorosa com mediação da pressão arterial e temperatura corporal. A segunda iniciativa consistiu no ‘3D Cake’, uma impressora capaz de imprimir objetos 3D em vários materiais para decoração de bolos.

‘Still Here’, projeto que teve por intuito prevenir a possibilidade de os bebés serem deixados dentro das viaturas, através de um sistema que conecta uma pulseira ligada ao condutor, alcançou o Prémio Ensino Secundário em 2014.

O vencedor da primeira edição foi o ‘Frapé com Painel Rotativo Fotovoltaico Portátil’, que propunha o desenvolvimento de um protótipo de frapé com refrigeração autossustentável pelo aproveitamento da luz solar, facilitando o arrefecimento de garrafas sem custo de energia.

Ao fim de dez anos, o ‘Arrisca C’ conferiu cerca de 820.000 em prémios, integrando mais de 700 projetos e 2000 promotores.

‘Atelier do Ser’ na Madalena

O Centro de Formação Artística da Câmara Municipal da Madalena irá acolher, a 27 de outubro, a partir das 18h, o Atelier do Ser com diversas atividades, entre as quais pintura intuitiva, dança de expressão livre, meditação e sons experimentais.

O atelier será ministrado por Ana Proença e José Branco, numa lógica de fomentar o equilíbrio entre corpo e mente e libertar bloqueios emocionais.

A participação não requer inscrição prévia ou experiência nas atividades, destinando-se a todos os interessados.

 

 

CEO da Mendes Gonçalves destaca jovem açoriano

Carlos Gonçalves, CEO da Mendes Gonçalves, destacou Rúben Pacheco Correia, jovem escritor e empresário, como um exemplo a seguir.

Rúben tem dado a volta ao país, participando em conferências e sessões de empreendedorismo destinadas a um público juvenil, sendo que esta semana foi convidado a deslocar-se a Mafra, Ericeira e Golegã.

Nas instalações da empresa Mendes Gonçalves, líder em vendas de molhos, vinagres e temperos em Portuga, o jovem teve a oportunidade de realizar uma palestra na presença do empresário Carlos Gonçalves.

Na ocasião, o responsável pela Mendes Gonçalves referiu-se a Rúben como um “jovem inspirador e que dará muito que falar pelo país”, tendo acrescentado que o mesmo “tem sido um exemplo de força e resiliência” ao ultrapassar as dificuldades.

Na sequência do encontro, ficou aberta a possibilidade do desenvolvimento de um futuro projeto entre ambos. “Talvez esteja para breve um desafio, sobretudo para os Açores, em parceria com o jovem”, salientou Carlos Gonçalves.

No âmbito da sua intervenção, o jovem micaelense revelou que o maior segredo para o sucesso consiste em “termos consciência do que valemos e para onde queremos ir, sem que nada, nem ninguém nos possa intimidar ou tentar limitar”.

Celebração do 25.º Aniversário da Tuna Académica da Universidade dos Açores

A Tuna Académica da Universidade dos Açores (TAUA) celebra o seu 25.º aniversário a seis de dezembro.

Em comemoração da data, decorrerá uma Noite de Serenatas no referido dia, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, na Ribeira Grande, pelas 21h00. No dia seguinte terá lugar um concerto de cariz solidário, pelas 20h30, no Teatro Ribeiragrandense, onde será lançado o segundo registo discográfico intitulado ‘Mérito’.

A iniciativa contará com a presença da TAISCTE, Tuna Académica do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, da Luso-Can Tuna, única tuna existente na América do Norte, e da Tum’Acanénica, Tuna Mista da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria, dado integrarem a família da tuna anfitriã.

A par das tunas descritas, a primeira noite integrará atuações dos Tunídeos, da Tuna Com Elas, da Enf’In Tuna e do Grupo de Fados da Universidade dos Açores.

Para o dia sete encontra-se reservado o concerto de Luís Alberto Bettencourt, do grupo terceirense Myrica Faya e de uma orquestra composta por alunos e ex-alunos do Conservatório Regional de Ponta Delgada.

A TAISCTE, a Luso-Can Tuna, da Tum’Acanénica e a TAUA também irão atuar no dia sete, no Teatro Ribeiragrandense.

Parte da bilheteira reverterá a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande.

Outono Vivo com apresentação do primeiro volume da obra de Vitorino Nemésio

A apresentação do primeiro livro das obras completas do escritor açoriano Vitorino Nemésio, ‘Poesia’, ocorrerá na Academia de Juventude e Artes da Ilha Terceira (AJAIT), no âmbito da 13.ª edição do Outono Vivo 2018.

O volume, que resulta de uma parceria entra a editora Companhia das Ilhas e a Imprensa Nacional – Casa da Moeda, integra a poesia publicada pelo autor no período entre 1916 e 1940.

Os leitores terão, assim, a oportunidade de conhecer os poemas da juventude do escritor, bem como a evolução até à maturidade.

“É com orgulho que assisto à reedição da obra de uma das figuras mais ilustres da Praia da Vitória, Vitorino Nemésio. A apresentação do primeiro volume da sua obra no Outono Vivo enriquece quem nos visita, contribuindo para aproximar as diferentes gerações”, salientou Carlos Armando Costa, vereador da Cultura da autarquia praiense.

Na ótica do vereador, o Outono Vivo assenta numa partilha de experiências entre gerações, potenciando o acesso aos mais variados temas de interesse.

“Naturalmente, optamos sempre por valorizar e enaltecer o que é nosso, até porque sensibilizar as camadas jovens é uma das prioridades deste certame”, frisou Carlos Armando Costa.

Na perspetiva de Luiz Fagundes Duarte, coordenador editorial e científico da obra, esta edição tem por objetivo principal disponibilizar os poemas de Nemésio da forma mais fiel possível.

Para o responsável pela editora Companhia das Ilhas, Carlos Alberto Machado, atualmente não existem títulos no mercado sobre o escritor, “o que leva a que a grandiosidade da sua obra não seja tão conhecida junto das pessoas, principalmente das novas gerações”.

Em 1965, Nemésio recebeu o Prémio Nacional de Literatura e, em 1974, o Prémio Montaigne. De referir que o termo ‘açorianidade’ foi criado pelo escritor num artigo, publicado em 1932, alusivo à condição histórica, geográfica, social e humana do ser açoriano.

A sua obra integra títulos na área da ficção, poesia, ensaio e crítica, assim como da crónica, nomeadamente ‘Festa Redonda’, ‘Nem Toda a Noite a Vida’, ‘O Pão e Culpa’, ‘O Verbo e a Morte’, ‘O Cavalo Encantado’, entre muitos outros.

Novo single dos ‘Banho Maria’ já disponível

‘Mais um Fado no Fado feat. Quarteto Pizzicato’ é o novo trabalho dos Banho Maria, onde o sentimento de perda se encontra bem patente.

O contributo do quarteto feminino de cordas, Pizzicato, constitui-se como base da tonalidade da versão produzida por Nuno Roque.

É possível ouvir o single em: https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=n4Zc4gV9Rbg&feature=youtu.be .

Lagoa forma única Equipa de Futebol Feminino de São Miguel

A partir do dia 23 de outubro, o Santigo Futebol Clube de Água de Pau, com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa, irá dar início aos treinos da única equipa de futebol feminino da ilha de São Miguel.

A iniciativa, que é uma novidade no concelho de Lagoa, engloba a inscrição de 20 atletas, oriundas da freguesia de Nossa Senhora do Rosário, Cabouco e Água de Pau.

Os treinos da equipa de futebol feminino, orientados pelos treinadores André Sousa e Bina Sousa, terão lugar todas as terças e quintas-feiras, a partir das 20h00, tendo uma duração de cerca de 1h30. A faixa etária das atletas varia dos 13 aos 35 anos.

De referir que a ausência de mais equipas de futebol feminino na ilha de São Miguel impossibilita que a equipa feminina lagoense possa competir a nível oficial, sendo necessária a formação de, pelo menos, mais duas equipas.

“É uma modalidade desportiva de interesse municipal que colmatará a lacuna de ofertas desportivas para o género feminino, não somente na vila de Água de Pau, mas em todo o concelho lagoense”, adiantou Ricardo Martins Mota, vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa e responsável pela área do desporto.

De acordo com o vice-presidente, a iniciativa tem por objetivo a promoção de um estilo de vida saudável, por forma a entreter as atletas e dirigi-las para uma sociedade livre de vícios e ativa.

Água de Pau é uma das freguesias do concelho que apresenta uma maior área útil para a prática desportiva, existindo, desse modo, um grande potencial para a rentabilização destas estruturas e equipamentos.

 

×