Lúcio Rodrigues, diretor regional da Juventude, destacou a importância de ouvir os jovens e registar os seus contributos para melhor definir as políticas de juventude.

A intervenção do diretor regional decorreu no âmbito Cimeira do Associativismo e Juventude 2018, na ilha de Santa Maria, iniciativa que visa desafiar os jovens a contribuir com novas ideias e sugestões para a definição de políticas locais de juventude.

O diretor regional fez referência ao contributo que o Governo Regional tem fornecido no desenvolvimento de políticas de proximidade com os jovens, situação que considerou “fundamental para atrair os jovens e para o exercício pleno de uma cidadania ativa”.

Lúcio Rodrigues elogiou, ainda, a Federação Nacional das Associações Juvenis por ter incorporado as Regiões Autónomas neste tipo de iniciativas.

A Cimeira do Associativismo e Juventude 2018 englobou 21 representantes de associações do Registo Açoriano de Associações de Juventude e de autarquias, oriundos de sete ilhas dos Açores.