Berto Messias, secretário regional dos Assuntos Parlamentares, defendeu que o Cartão Interjovem se apresenta como um “importante passaporte para a mobilidade juvenil” e como “um forte instrumento de coesão regional”.

No âmbito da apresentação do Cartão Interjovem, em Angra do Heroísmo, o secretário regional adiantou que a coesão regional também resulta de instrumentos como o cartão em questão, o qual “fomenta a mobilidade interna, contrariando divisionismos”.

Na ótica de Berto Messias, “quanto maior for a mobilidade juvenil dentro dos Açores, mais unida e coesa será a Região no futuro”. A deslocação dos jovens a outras ilhas permite, de acordo com o secretário regional, que se adquira uma perceção das características inerentes a cada ilha.

O Cartão Interjovem “é muito mais do que um passaporte para os jovens se deslocarem aos vários festivais de verão que ocorrem na Região” – frisou.

O cartão deste ano passará a ser disponibilizado para compra através de aplicação para smartphone, fornecendo descontos no que respeita a passagens aéreas e acessibilidades marítimas, descontos em estadias e acesso gratuito aos centros interpretativos, aos museus e aos parques naturais da Região.

A validade do cartão Interjovem dura um ano a partir da sua aquisição, apresenta um custo de 40 euros e destina-se a jovens entre os 13 e os 30 anos.