Hoje, nas instalações da Escola de Formação Turística e Hoteleira, nas Portas do Mar, decorreu a sessão de apresentação do Programa de Ocupação dos Tempos Livres dos Jovens (OTL J) 2018, que conta com diversas novidades.

Contrariamente às edições anteriores, o OTL J 2018 passa a estar dividido em quatro subprogramas, designadamente Ocupação em Férias, Jovens Estudantes, Jovens Ativos e Ambiente e Turismo.

A próxima edição conta com um novo subprograma ‘Ambiente e Turismo’ que, de acordo com o diretor regional da Juventude Lúcio Rodrigues, surgiu do facto de se “viver nos Açores um novo paradigma aliado a questões ambientais e ao o fluxo turístico”. “Achamos por bem dar essa oportunidade aos jovens, para que possam ou não vir a ser técnicos dessas áreas no futuro” –frisou Lúcio Rodrigues ao referir-se à inclusão do novo subprograma.

A sessão de apresentação contou, também, com a presença de Berto Messias, secretário regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, que garantiu que se irão desenvolver parcerias com os parques naturais dos Açores, a fim de que se candidatem ao Programa OTL J.

O aumento da bolsa dos jovens que frequentam o OTL J assume-se como outra das novidades da próxima edição, cujas candidaturas irão decorrer de 1 a 30 de abril. A próximo edição prevê-se a participação de cerca de 2500 jovens em todos os subprogramas do OTL J, num investimento de 500 mil euros.

“O OTL J não é uma mera ocupação de tempos livres. O OTL tem de ser um programa que garante um conjunto de instrumentos e de ferramentas aos jovens de aprendizagem, de enriquecimento curricular” –salientou Berto Messias.

Lúcio Rodrigues, diretor regional da Juventude, elogiou o OTL J, salientando que o mesmo favorece a aquisição de competências no terreno e a participação cívica por parte dos jovens.

“O balanço das últimas edições é muito positivo. Reformulamos algumas áreas do programa, na linha de ser mais apelativo a outras instituições, em particular na questão do ambiente e turismo” – concluiu Lúcio Rodrigues.