Andreia Cardoso, secretária regional da Solidariedade Social, garantiu que o Governo Regional vai apostar no reforço da Rede Regional dos Centros de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil (CDIJ).

De acordo com a secretária regional, prevê-se que até ao final do primeiro semestre deste ano seja implementado, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa, o CDIJ da Graciosa, com capacidade para 20 jovens

“Os CDIJ são espaços que promovem o desenvolvimento de atividades sociais positivas, agregadas a outras estruturas de informação/formação fortemente associadas a uma intervenção psicossocial, quer sobre os jovens em risco, quer sobre a respetiva envolvente familiar e comunitária” – salientou Andreia Cardoso.

Na ótica da secretária regional, é fundamental intensificar esta intervenção sistémica em torno do jovem em risco, a fim de se prevenir, entre diversos aspetos, um aumento da delinquência juvenil, do consumo e tráfico de substâncias.

Nos açores existem, atualmente, 10 Centros de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil, designadamente na ilha de São Miguel, Terceira e Faial, numa capacidade para acompanhar 800 jovens.